quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Reflexões sobre o cepticismo (1)


Porque este blog também é cepticismo, para variar, decidi escrever um pouco sobre o assunto. Mas o que é cepticismo? Segundo Dr Steven Novella:

Céptico é aquele que prefere crenças e conclusões que são confiáveis e válidas ao invés das que são reconfortantes ou convenientes, e, portanto, de forma rigorosa e aberta aplica os métodos da ciência e da razão empírica a todas as alegações. Ele avalia ou aceita qualquer alegação com base na lógica válida e justa e evidencias completas disponíveis, avaliando as armadilhas da razão humana e os mecanismos de fraude de modo a evitar ser enganado por terceiros. O cepticismo valoriza o método e não a conclusão.

Como se pode ver, esta conversa não é apenas sobre religião. Às vezes, o mais difícil que uma pessoa pode enfrentar é estar errado sobre alguma coisa. Todos nós temos crenças que podemos nunca ter considerado ou examinado. Como crianças, nós absorvemos tudo que nos dizem sem questionar. Assim crescemos e muitas vezes reagimos duma maneira robótica em torno dessas crenças. Obviamente é impossível sentarmo-nos e questionar todos os minutos do nosso dia ou todas as decisões que tomamos. Existem muitas coisas ou decisões que geralmente são tomadas ou assumidas com base na probabilidade. Mas aqui falo de alegações extraordinárias.

"Alegações extraordinárias exigem evidências extraordinárias." Carl Sagan

Esta é a lição mais importante -se alguém alega ser capaz de prever o futuro, esta não é uma alegação ordinária. Ela desafia as leis físicas do universo e deveria ser considerada impossível. Seria espantoso se alguém o pudesse fazer. Isto significa que montes de evidências são necessários para provar que alguém realmente consegue prever o futuro. Não deveríamos simplesmente aceitar evidências anedóticas para esta alegação.

Cépticos estão abertos a novas ideias e possibilidades, eles apenas precisam de uma boa evidência para alegações (provas cientificas).

terça-feira, 20 de setembro de 2011

Absurdos da bíblia (2)


Continuando...
A bíblia é um livro grande….e cheio de absurdos, fábulas histórias. Ainda não entendo como as pessoas conseguem acreditar em tudo que está lá escrito!!!

Genesis:

1. Incapaz de vencer Jacó numa luta justa, Deus desloca a perna de Jacó. 32:25

2. Deus implora Jacó para deixa-lo ir, mas Jacó diz: "Não se me não abençoares." E Jaco deixa Deus ir.

3. Abraão ri de Deus por este dizer que ele e Sara terão um filho, quando eles têm 100 e 90 anos de idade respectivamente. 17:17

4. Abraão circuncida a si mesmo e todos os homens em sua casa. Uma vez que ele supostamente tinha 318 escravos de volta em 14:14, o pobre homem deve ter estado muito ocupado com a sua faca. Mas valeu a pena, pénis são extremamente importantes para Deus. 17:23-24

sábado, 13 de agosto de 2011

Absurdos da bíblia (1)

Bom, começo aqui com esta longuíssima série. Sim, longa porque vocês que sabem que a bíblia é um livro grande….e cheio de absurdos e fábulas histórias. Ainda não entendo como as pessoas conseguem acreditar em tudo que está lá escrito!!!

Genesis

1. Deus criou a luz e separou a luz das trevas, e o dia da noite, no primeiro dia. No entanto, ele só criou os objectos que produzem luz, como o sol e outras estrelas, no quarto dia (1:14-19). 1:3-5.

2. As plantas foram criadas no terceiro dia, antes de existir o sol para conduzir os processos fotossintéticos (1:14-19). 1:11.

3. Quando Lameche nasceu, pessoas de 9 diferentes gerações estavam vivas: Adão, Seth, Enos, Caina, Maalalel, Jarede, Enoque, Matusalém e Lameche. Adão viveu o suficiente para conhecer o seu tatara-tatara-tatara-tatara-tatara-tatara-tatara neto 5:25

4. Deus estava com raiva porque"a terra estava cheia de violência." Então ele decidiu matar tudo que era ser vivo para tornar a terra menos violenta. 6:11-13

5. Deus abre as "janelas" do céu. Toda a vez que ele faz isso chove. 7:11

6. Todos animais embarcaram na arca de Noé no mesmo dia. 7:13-14

7. Noé envia uma pomba para ver se a terra já havia a secar. A pomba regressa sem ter encontrado nenhuma terra seca. Então, apenas sete dias depois, a pomba vai e regressa com uma folha verde de oliveira. Mas como uma árvore de oliveira poderia ter sobrevivido ao dilúvio? E se alguma semente sobreviveu, certamente não germinaria e cresceria até ter folhas num período de sete dias! 8:8-11

8. Deus cheio de remorsos por ter morto todas as suas criaturas. Ele faz um acordo com todos animais, prometendo não afoga-los novamente. Inclusive põe o arco-íris no céu para que toda a vez que ele veja, se recorde da promessa que fez e não seja tentado a repetir tudo de novo. 9:9-13

9. Deus, que planeja mais um assassinato em massa, está preocupado que Abraão possa tentar impedi-lo. Então ele se pergunta se deveria esconder suas intenções de Abraão. 18:17

10. Deus jura para si mesmo. 22:16


domingo, 7 de agosto de 2011

Categorias de ateus, identifique a sua!!

Toda a gente conhece pelos menos um ou mais ateus, com os quais convivemos todos os dias ou ocasionalmente. Seria interessante perceber as diferenças que essas pessoas manifestam, e explorar suas atitudes e sentimentos sobre ser ateu. Se tornar ateu é um processo gradual que não pode e nem acontece do dia para a noite. Mas umas das coisas que os ateus pouco falam são as mudanças graduais por que passamos depois de nos tornarmos ateus. Richard Dawkins fez uma escala de 7 estágios para o grau de crença ou não-crença em Deus. A escala que proponho aqui é para ateus apenas. Você passa por 5 fases até chegar a conclusão, com 100% de probabilidade, de que Deus não existe.

Atenção que esta classificação só é aplicável a crentes convertidos, que em algum momento acreditaram em Deus. E claro, pode haver sobreposição entre diferentes categorias. Aqui vamos,

Categoria Um: Sou ateu apenas na mente

Aqui percebes que deus ou não existe ou a probabilidade de existir é muito baixa. Nesta fase, por definição és ateu, mas não o admites nem para ti mesmo. Não queres te identificar com essa ‘’gente’’, e o mero facto de pensares em ser ateu te paralisa, mas facilmente reconheces as contradições em todas as religiões e a incoerência do próprio conceito de Deus. Ainda te identificas como espiritual ou agnóstico.

Categoria Dois: Admito, sou ateu

Nesta fase já aceitas que és ateu. É uma fase animadora e assustadora ao mesmo tempo. Tens a sensação de que quebraste o código e descobriste o mistério. Admites a não-crença e até contas a 1 ou 2 amigos muito próximos, mas pedes que não contem a ninguém, por medo da indignação das pessoas da sociedade em que vives. Neste momento ainda estás emocionalmente envolvido com a fé e tens alguma vergonha da tua não-crença. Contudo, estás feliz contigo mesmo por ter eliminado a dissonância cognitiva que sentias ao tentar conciliar o que aprendeste através do método cientifico com o que diz o teu ‘’livro sagrado’’. Aqui também começas a explorar mais os recursos disponíveis como internet e livros clássicos de ateísmo, como o ‘’Deus, um delírio’’ ou ‘’Deus não é grande’’.


Categoria Três: Tentando encontrar mais ateus

Neste ponto, você esta mais confiante que Deus não existe, mas ainda não está a vontade falando do assunto com pessoas que não tiveram a mesma experiencia e não te conseguiriam entender. As vezes te perguntas se estás ‘’sozinho nessa’’. Isso te leva a procurar outros ateus, quer juntando se activamente a grupos ou organizações ateias ou cépticas. Esta etapa pode ser muito complicada, porque você é muito aberto quando está com não-crentes mas muito reservadocom outras pessoas próximas que acreditam. Portanto, você leva uma vida dupla.

Categoria Quatro: Eu sou ateu, lide com isso!!

Finalmente percebes que ser ateu é algo bom e que deve ser admitido com orgulho. Nesta altura você já teve bastante interacção com colegas pensadores livres para perceber que nem eles e nem você estão loucos. Você percebe que ateus são pessoas normais, com mesmos gostos, aversões e peculiaridades que qualquer outra pessoa.

Reconhecendo que o ateísmo é perfeitamente respeitável e defensável, você começa a partilhar o seu ateísmo em círculos mais amplos, com qualquer pessoa. Já não estás preocupado com confrontos e repreensão por parte da sociedade, porque sentes que o teu ponto de vista é perfeitamente justificável. Surge também uma grande sensação de liberdade, porque já não precisas mais ter uma vida dupla. Contudo, não sentes a necessidade de sair por ai gritando aos quatro ventos o teu ateísmo e disseminar uma agenda anti-Deus. Apenas queres ser respeitado pelo que tu és.

 
Categoria Cinco: Eu não acredito em Deus e você também não deveria

Este é o último estágio. Tu não acreditas em Deus e ninguém mais deveria acreditar, porque não faz sentido. Nesta fase, você não só está orgulhoso por não acreditar, mas por conta das consequências da religião na sociedade, também estás a disposto combater publicamente a religião. Já não estás satisfeito com a atitude ‘’vive e deixa viver’’. É o tipo de ateu apelidado de ‘’militante’’. Mesmo na forma extremista de ateu, estás longe de defender a imposição do ateísmo na sociedade. Você vai apresentar suas opiniões sobre fé e religião inequivocamente, chamar de ‘’contos de fada’’ os textos religiosos sem pestanejar e nem se preocupar com a dor que tais verdades possam causar. Porque a dor, que possas infligir é muito menor do que aquela causada pela ignorância, falta de pensamento crítico, descriminação e intolerância e mortes causados pela religião. Você tenta enfatizar que o mais importante é a busca honesta da verdade, e não deve haver ‘‘passe-livre’’ para nenhum tipo de sistema religioso apesar de muita gente dizer que não pode viver sem.

Estas são as categorias de ateus que me parecem mais comuns. Obviamente nem todos ateus chegam a categoria 5 ou passam por todas as categorias. Alguns podem inclusive ficar-se pela categoria 1, 2,3 ou 4. Eu pessoalmente considero-me na categoria 4, ou melhor 4.6!! Com muita tendência para 5.

Se você é ateu, acho que seria interessante tentar descobrir em que categoria você se enquadra. Felizmente do que tenho visto, independentemente da categoria em que qualquer ateu se encontre, parece que a tendência é sempre subir para o nível seguinte. Então avancemos!

A luta continua!!

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Isso é que eu chamo de fé!!!

Das duas uma, está drogado ou possuído….Deus, um delírio.


segunda-feira, 1 de agosto de 2011

quarta-feira, 27 de julho de 2011

sexta-feira, 22 de julho de 2011

Porquê os ateus estão com raiva?*(Conclusão)

*Traducão livre do título original “Why are atheist so angry?”, de Greta Christina

Recorde as motivações para a raiva dos ateus nas  parte 1 e parte 2. Para terminar, dá-lhe Greta!!

*******

" Se o ateísmo é tão bom porquê sentem tanta raiva?”

Porque a raiva do ateu não só é válida, mas também valiosa e necessária.

Na verdade, há uma resposta simples e directa a esta pergunta:

Porque a raiva é sempre necessária.

Porque a raiva tem conduzido todos os principais movimentos de mudança no mundo: movimento operário, o movimento dos direitos civis, o moderno movimento feminista, o movimento de direitos gay, o movimento anti-guerra nos anos sessenta, o movimento anti-guerra hoje,... todos eles tiveram, como uma importante força motriz, uma quantidade enorme de raiva. Raiva sobre a injustiça, raiva sobre maus-tratos e brutalidade, raiva sobre desamparo.

Por que diabos mais as pessoas se preocupariam em mobilizar os movimentos sociais? Movimentos sociais são difíceis. Eles levam tempo, consomem energia, com sérios riscos de vida, e carreiras. Porra, ninguém se incomodaria se eles não estivessem furiosos com alguma coisa.

Então, quando alguém diz a um ateu (uma mulher, um gay ou uma pessoa de cor ou qualquer outro descriminado) para não ficar tão irritado, isso significa, em essência, dizer para deixarmo-nos enfraquecer. Você está a dizer para descartarmos uma das ferramentas mais poderosas que temos à disposição. Você está a dizer para deixarmos de lado uma ferramenta que nenhum movimento de mudança social jamais foi capaz de lutar sem. Você está a dizer para sermos educados e diplomáticos, quando a história mostra que a diplomacia educada em um movimento de mudança social funciona muito, muito melhor quando é acoplado com raiva ardente. Numa batalha entre Davi e Golias, você está a dizer para David deitar sua munição e contar com nada.

Reconheço que a raiva é uma ferramenta difícil em um movimento social, inclusive perigoso. Ele pode fazer as pessoas agirem precipitadamente, o que torna mais difícil pensar com clareza, que pode fazer as pessoas tratarem potenciais aliados como inimigos. Na pior das hipóteses, ele pode até mesmo levar à violência. A raiva é válida, é valiosa, é necessária...mas também pode falhar.

Mas a menos que estejamos realmente colocando vidas em perigo ou prejudicar alguém, não cabe aos crentes dizer aos ateus quando devem e não devem usar esta ferramenta. Não cabe aos crentes dizer aos ateus que estamos a ir longe demais com a raiva e precisamos de nos acalmar. Quando se trata de crentes, não é útil. É paternalista. Ela surge como uma outra tentativa de nos calar. E isso só vai nos deixar mais irritados.

Eu estou a falar de uma história milenar de abuso, injustiça, ignorância, e engano intencionais - e, em seguida, por outro lado, querem comparar com um para um par de anos em que os ateus têm sido sarcásticos sobre a religião na internet? Ou pior, acham que os ateus são um grande problema?

Então faca o que quiser. 

domingo, 17 de julho de 2011

Simplesmente nojento

Bispo da IURD incentiva criança a vender brinquedo para doar dinheiro a Igreja . Bem, não tenho adjectivos nem forças para comentar este tipo de absurdo e sem-vergonhice. Isto é uma violação a saúde mental da criança. Trata-se de espremer e explorar o ser humano até ao limite. Não importa se é IURD, Católica, ou que quer que seja, porque é tudo a mesma burla coisa. Um grupo de mafiosos pessoas que se aproveita das fraquezas e necessidades dos outros para enganar, roubar e humilhar, sem o mínimo de clemência. Ganhem vergonha, por favor.
Acessando ao blog do Bispo Edir Macedo, líder e fundador da IURD, é impossível não ficar deprimido com os comentários:


Pelo que reparei dos comentários, o diabo vai pagar caro. O diabo é o grande culpado. Onde estava Deus para que tudo chegasse onde chegou? Os crentes se esquecem que segundo a bíblia, Deus matou 32 milhões de pessoas e o diabo matou apenas 10….enfim, o conceito de Deus todo-poderoso, bondoso, omnipotente, omnipresente e omnisciente é muito incoerente com tudo que vemos.

sexta-feira, 15 de julho de 2011

Porquê os ateus estão com raiva?*(2) -continuação

*Traducão livre do titulo original “Why are atheist so angry?”

Uma das críticas mais comuns contra a comunidade ateia actual é: " Porquê vocês sentem tanta raiva?" Recorde aqui a parte 1. Greta Christina, que passo a citar, tem n justificações para a "raiva ateia":

...Eu fico mais irritada quando os líderes religiosos explicitamente dizem às crianças - e adultos - que o questionamento da religião e da existência do inferno é um pecado terrível, que irá garantir-lhes que o inferno.
Estou com raiva porque as crianças sao ensinadas pela religião a odiar e temer seus corpos e sua sexualidade. E eu estou especialmente irritada que crianças do sexo feminino sejam ensinadas pela religião a odiar e temer a sua feminilidade.

Eu estou irritada - furiosa - com padres que molestam crianças e dizem-lhes que é vontade de Deus. Estou furioso com a Igreja Católica que, conscientemente, deliberadamente, repetidamente, durante anos, agiu para proteger os padres que molestaram crianças, e consciente e deliberadamente agiu para manter isso em segredo, colocando a reputação da Igreja como uma prioridade maior do que, pelo amor de Deus, a integridade fisica e psicologica das crianças molestadas. E eu estou furiosa que a Igreja ao tentar defender-se, em juízo, diz que a protecção de padres que molestam crianças pela troca de dioceses ( para possam molestar outras crianças numa comunidade nova), é um direito constitucional de liberdade de expressão religiosa.

Estou com raiva do 11 de Setembro.

Estou com raiva porque, quando meu pai teve um derrame cerebral e teve que ir para um asilo de terceira idade, entrou em uma casa de repouso, um funcionário perguntou ao meu irmão, "Ele é um baptista ou um católico?" E eu não estou com raiva por causa do meu pai ateu. Estou com raiva, em nome de todos os judeus, todos os budistas, todos os muçulmanos, todos os neo-pagãos, cujas famílias quase certamente tem sido feita essa pergunta. Essa questão é uma pergunta extremamente desrespeitosa, não apenas ao do ateísmo do meu pai, mas para todos naquele lar de idosos que não eram baptista ou católico.
Estou com raiva por que muitas das políticas públicas neste país - não apenas no casamento do mesmo sexo, mas sobre o aborto, pesquisa de células-tronco e educação sexual nas escolas - estão sendo baseadas, não em evidências de que funcionam, mas em textos religiosos escritos centenas ou milhares de anos atrás, e sobre sentimentos pessoais sobre como tais textos devem ser interpretados, sem provas nenhumas.

Fico com raiva quando os líderes religiosos usam a religião, de forma oportunista, e a confiança das pessoas e da fé na religião, para roubar, enganar, mentir, manipular processos políticos, tirar proveito sexual dos seus seguidores, se comportando como a escória da mundo. E eu fico irritada quando as pessoas vêem isso acontecer e ainda dizem que o ateísmo é ruim, porque, sem religião, as pessoas não teriam base para a moralidade ou ética.

Fico com raiva quando os crentes dizem que eles sabem a verdade - a maior verdade de todas sobre a natureza do universo, ou seja, a fonte de toda a existência - simplesmente sentando em silêncio e ouvindo seus coração.
E eu fico irritada quando os crentes dizem que todo a enormidade inimaginável do universo foi feita única e exclusivamente para a raça humana - quando os ateus, por outro lado, dizem que a humanidade é um ponto microscópico sobre um ponto microscópico, um piscar de olhos infinitesimal na vastidão de tempo e espaço – e mesmo assim, os crentes acusam os ateus de serem arrogante.

Fico com raiva quando os crentes usam as lacunas na ciência e conhecimento científico como forma de provar a existência de Deus. Fico com raiva quando, apesar de milhares explicações sobrenaturais virem sendo consistentemente e repetidamente substituídas por naturais, eles ainda pensam que todo fenômeno inexplicável pode ser melhor explicado por Deus.

 Continua...

quarta-feira, 13 de julho de 2011

Homem recebe primeiro transplante de pernas do mundo

Para ler a notícia na íntegra clique aqui.

Um milagre, não acham? Sim, feito pelos médicos, porque estamos fartos de saber Deus não faz este tipo de milagres. Aliás, qual o sentido de Deus amputar as pernas de alguém para depois restituir? Como esperado, quando os médicos acertam, o crédito vai para deus, não tardou:


Tradução livre: “Como enfermeira de profunda fé cristã, eu acredito que Deus deu talento especial e compreensão aos médicos e enfermeiros para poderem fazer a diferença na vida de seus pacientes”.

Give me a break!!!

terça-feira, 12 de julho de 2011

Franciso Ayala* sobre o “Projecto Inteligente”

*Escritor Espanhol

"A implicação do Design Inteligente é que Deus é um engenheiro muito, muito mau. Um engenheiro que teria projectado a mandíbula humana seria demitido, a nossa mandíbula não é suficientemente grande para todos os nossos dentes. Deus comtendo este erro trivial, óbvio, um erro de design? Bem, talvez o seu Deus faz coisas dessas coisas - certamente não o meu. Eu não quero ter que adorar um Deus que não é inteligente o suficiente para fazer tão bem quanto um engenheiro humano".

domingo, 10 de julho de 2011

Porquê os ateus estão com raiva?*(1)

*Traducão livre do titulo original “Why are atheist so angry?”

Este foi o tema de uma palestra dada pela blogueira Greta Christina na Convenção de Ateus Americanos, em Des Moines, Iowa. Basicamente, ela defende que os ateus têm razoes mais que suficientes para estar com raiva. Para dar apenas alguns exemplos, estamos furiosos com as injustiças, como a mutilação genital, a crença fervorosa e promoção de anti-ciência e à constante opressão das mulheres e outras minorias, por causa das idéias perpetuadas pela religião e pela ignorância cultural. A raiva não é o ódio. A raiva não é a violência. A raiva não é fanatismo. A raiva nos inspira a falar contra o sexismo, o racismo e a psuedo-ciencia. Inspira-nos a lutar por mudanças.

Tentei resumir ao máximo, e mesmo assim publicarei em 3 partes mas vale a pena ler:

Ateus e Raiva

Uma das críticas mais comuns contra a comunidade ateia actual é: " Porquê vocês sentem tanta raiva?" Então falarei sobre: "porquê estamos com raiva". Ou melhor - porque este é o meu blog e eu não pretendo falar por todos ateus - "Porquê estou com raiva".

Eu estou irritada porque, segundo uma pesquisa do instituto Gallup, apenas 45 por cento dos americanos votariam em um ateu para presidente.

Eu estou irritada porque as convenções ateias tem que ter segurança extra, incluindo detectores de metais e revistas de bolsas, por causa de ameaças de morte.
Eu estou irritada por que os soldados ateus - nas forças armadas dos EUA - têm suas reuniões ateístas interrompidas por oficiais superiores cristãos, em uma violação directa da Primeira Emenda. Estou com raiva porque grupos evangélicoscristãos  estão a ter cada vez mais acesso exclusivo para fazer proselitismo em bases militares - mais uma vez nas forças armadas dos EUA, novamente em violação directa da Primeira Emenda. Eu estou irritada por que os soldados ateus que reclamem sobre isso são perseguidos e recebem inclusive ameaças de morte dos soldados cristãos e oficiais superiores - mais uma vez, nas forças armadas dos EUA. E eu estou com raiva porque os cristãos ainda dizem, presunçosos, frases hipócritas como, "não existem ateus nas trincheiras." Você sabe porquê não  vê os ateus nas trincheiras? Porque os crentes ameaçam matá-los se eles derem a cara.

Eu estou irritada por que o 41º Presidente dos Estados Unidos, George Herbert Walker Bush, disse uma vez sobre ateus "Não, eu não sei se ateus deveriam ser considerados cidadãos, nem se deveriam ser considerados patriotas. Esta é uma nação sob Deus ". Meu presidente. Não, eu não votei nele, mas ele ainda era o meu presidente, e ele ainda disse que a minha falta de crença religiosa significava que eu não deveria ser considerado um cidadão americano.

Eu estou irritada porque levou até 1961 para os ateus terem o direito de servir em júris, testemunhar em tribunal, ou ocupar cargos públicos em todos os estados do país.

Eu estou irritado por que quase metade dos americanos acreditam no criacionismo. E não é o criacionismo do tipo, "Deus tem uma mão na evolução" , mas um criacionismo extremo, que acredita na terra-jovem e que "Deus criou o homem na sua forma actual, de uma única vez nos últimos 10 mil anos".

Continua…

quinta-feira, 7 de julho de 2011

O universo foi feito para nós? A falácia da afinação perfeita


“Se as constantes físicas fossem ligeiramente diferentes, a vida como a conhecemos não teria sido possível.” Principio Antrópico

Ora, muitos apoiantes da pseudociencia do projecto intelligente, usam o princípio antrópico para defender a existência de Deus, o astrónomo Edward Harrison:

“ Aqui está a prova cosmológica da existência de Deus. A afinação perfeita do universo fornece a evidência de design deísta. Faça sua escolha: o acaso, que exige uma multidão de universos, ou o projecto que exige apenas um.
Dinesh D’Souza, famoso autor cristão cita Stephen Hawking para defender o Projecto Inteligente:
“Se a taxa de expansão um segundo após o Big Bang tivesse sido menor, mesmo uma parte em cem mil milhões de milhões, o universo teria entrado em colapso antes que alcançasse seu tamanho actual”. A brief hisory of time, p 121.
Bom, agora analisemos alguns pequenos FACTOS científicos que caracterizam o nosso universo e depois fica a pergunta: Onde esta a alegada perfeição do universo? Será que o universo/terra foi projectado para a vida, especialmente para o ser humano?

1. O desperdício

Espaço desperdiçado, pois as distâncias são enormes: a estrela mais próxima está a 4.2 anos-luz, a galáxia mais próxima a 2.44 milhões de anos-luz, galáxias dentro de nosso horizonte estão até 40.000 milhões de anos-luz

Tempo perdido, pois o universo existe a 13.7 biliões de anos, a terra a 4.5 biliões de anos mas o homem moderno vive a apenas 150 000 anos.

• Desperdício de matéria pois grande parte da matéria que compõe o universo não é atómica. A matéria atómica visível nas galáxias compõe 0.005% da massa do universo. Carbono total=0.0002%, Matéria escura=26% e Energia escura 74%.

• Desperdício de energia pois apenas 2 em cada 1 bilião de fotões emitidos pelo sol são usados para aquecer a terra.

2. O planeta desprevilegiado

Bem, vivemos num planeta cujo 2/3 esta coberto de água, apenas podemos viver na superfície e a atmosfera não bloqueia raios UV, que todos sabemos serem perigosos para a saúde. Não podemos esquecer dos desastres naturais que matam milhares pessoas todos anos.
3. Humanos no espaço

Os seres humanos não podem viver no espaço ou em qualquer outro planeta conhecido ou lua sem meios auxiliares. A radiação cósmica não permite que o ser humano passe anos no espaço.

Cada um tira suas conclusões. A mim não me parece que o ser humano seja algo de muito especial. Muito menos o planeta terra ou o universo. Os mesmos factores que propiciam a vida na terra são e serão os mesmos que aniquilarão a espécie humana cedo ou tarde. Como disse Dawkins, a natureza é implacavelmente cruel.

segunda-feira, 4 de julho de 2011

Porquê a ciência e religião são incompatíveis (2)


No post anterior afimei que a ciência e a religião são fundamentalmente incompatíveis. Para lembrar, a razão que dei foi o facto de terem epistemologias completamente opostas. A ciência se baseia apenas no que observamos com nossos sentidos, enquanto a religião usa um sentido interior adicional  que supostamente revela um outro mundo além.

Olhemos alguns exemplos específicos em que esses conceitos radicalmente opostos sobre as fontes de conhecimento levam a incompatibilidades em sua compreensão da natureza da realidade:

1. O Transcendente

Todas as religiões, mesmo o budismo, ensinam que existe uma realidade que vai além - transcende - o mundo que se apresenta aos nossos sentidos e instrumentos científicos. Enquanto a ciência está disposta a considerar qualquer evidência que apareça, até agora não existe nenhuma anomalia empírica que nos obriga a apresentar causas sobrenaturais em nossos modelos de compreensão do mundo. Deste modo, é freqüentemente alegado que a ciência não tem nada a dizer sobre o sobrenatural. Mas isso está errado. Se o sobrenatural existe e tem efeitos sobre o mundo sensorial, então os efeitos seriam observáveis e sujeitos a um estudo científico. Um Deus que desempenha um papel tão importante no universo e na vida humana como o Deus judaico-cristão-islâmico deveria ter sido detectado até agora.

Mesmo o mais fervoroso crente tem de admitir que não há nenhuma evidência científica para Deus. Se houvesse, estaria nos livros didáticos junto com a evidência de neutrinos e DNA. Mas então, o crente dirá: "Ausência de evidência não é evidência de ausência".

Embora isso possa ser verdade em geral, não é verdade que a evidência de que está ausente é evidência de que pode ou deve estar lá. Por exemplo, a ausência de evidência para a presença de elefantes numa floresta ou algo parecido (fezes, arbustos esmagados), pode ser tomado como um bom sinal de que não há nenhum.

• Se o Deus judaico-cristão-islâmico existe, devemos ver evidências de que ele responde às orações. Não vemos.

• Se ele revela verdades por meios extra-sensoriais, devemos ser capazes de verificar essas verdades. Não vemos.

• Se Deus ou o sobrenatural é vislumbrado nas experiências religiosas, devemos ser capazes de confirmá-la. Nada.
Em suma, quando olhamos para o mundo, nada o distingue de um mundo com ou sem deus omnipresente, é igual. Claro que esta analise não se aplica a outros possíveis deuses que não actuam no universo ou nosso universo. Mas podemos descartar o Deus judaico-cristão-islâmico com um alto grau de probabilidade.

2. A Origem do Universo

Fundamental para a maioria das religiões é o conceito de criação divina. Em um dado momento, parecia impossível que o universo poderia ter surgido naturalmente. Os cristãos viram o sucesso do modelo do Big Bang como mais uma confirmação da história da criação bíblica. Na óptica deles, pelo menos parecia provar que o universo teve um começo que a causa de tal início só poderia ser Deus.
A cosmologia moderna tem significativamente derrubado esta esperança. Ela tem mostrado que o universo poderia ser eterno, não precisando ser o inicio do tempo e espaço. Pelo menos, as afirmações teológicas que um universo eterno é matematicamente impossível pode ser provada falsa. Agora parece possível ou mesmo provável que nosso universo é apenas um de um número ilimitado de outros universos.

Vários cenários plausíveis para a origem natural do nosso universo têm sido publicados por estudiosos respeitáveis. Embora não possamos dizer exactamente como o nosso universo surgiu, estes cenários, que são deduzidos matematicamente e sao consistentes com todo o conhecimento existente, podemos pelo menos provar que uma criação divina não é necessária.

3. Afinação precisa

Muitos teólogos entre outros afirmaram que os parâmetros da física são tão delicadamente equilibrados que qualquer ligeira alteraçao em seus valores e a vida não teria sido possível. Portanto, eles concluem que um criador deve ter afinado esses parâmetros para que nós, e nossa forma de vida, puesse evoluir.

Esta afirmação pode ser refutada em várias frentes. A explicação mais popular entre a maioria dos físicos e cosmólogos é que existem muitos universos e vivemos no único adequado para nós.

No entanto, mesmo que apenas o nosso universo exista, explicações adequadas dentro do conhecimento existente podem ser encontrados para os valores dos parâmetros mais cruciaisl. Outros podem ser mostrados para ter intervalos que fazer alguma forma de vida provável (ver a falácia de sintonia fina).

4. O Argumento do Desígnio

Durante séculos os teólogos têm argumentado que a ordem observada vemos ao nosso redor é evidência de desígnio divino no universo. No entanto, o universo não se parece em nada como se fosse desenhado por um perfeito, Deus todo-poderoso, benevolente. É muito imperfeita, cheio de muito mal e sofrimento. E, com o passar do tempo, a ciência tem fornecido explicações plausíveis para a ordem observada.

Os defensores do criacionismo do design inteligente argumentam que estruturas complexas exigem um arquitecto e construtor, e que os processos naturais não podem gerar complexidade crescente. Eles estão errados. A geração de sistemas complexos a partir de sistemas mais simples pode ser visto em muitas situações físicas, tais como as transições de fase em que a água vai, naturalmente, a partir de gás para líquido ao sólido na ausência de energia externa.

A razão para grande parte da desconfiança da ciência é a incompatibilidade fundamental entre ciência e religião e os religiosos sabem disso. Pelo menos, os evangélicos são honestos sobre isso. Eles reconhecem a ciência como o inimigo. Crentes liberais e moderados, por outro lado, estão se enganando, pensam que podem ser tanto religiosos e científicos sem serem esquizofrênicos.

sexta-feira, 1 de julho de 2011

Porquê a ciência e religião são incompatíveis (1)


Muitos historiadores e sociólogos têm negado que alguma vez tenha havido guerra entre ciência e religião. Alguns chegam mesmo a afirmar que o cristianismo foi responsável pela ciência! Eles têm ignorado os factos históricos mais importantes. Grécia e Roma estavam adiantados rumo a ciência moderna, quando o cristianismo subitamente interrompeu o progresso cientifico durante mil anos. Não foi por acaso que a revolução científica do século XVIII aconteceu somente após as revoltas contra a autoridade da Igreja no Renascimento e as reformas abriram caminho para novas maneiras de pensar.

Claro que muitos cientistas também são religiosos, mas eles têm seus cérebros compartimentados em duas secções que não falam uma com a outra.

A ciência e a religião são fundamentalmente incompatíveis por causa de sua epistemologias inequivocamente contrárias - os pressupostos que fazem a respeito do que podemos saber sobre o mundo. Todo ser humano vivo tem consciencia de um mundo que parece existir fora seu corpo, o mundo da experiência sensorial que chamamos de natural. A ciência é o estudo sistemático das observações que fazemos sobre o mundo natural com nossos sentidos e instrumentos científicos e a aplicação do conhecimento obtido com a actividade humana.

Todas as grandes religiões ensinam que os seres humanos possuem um adicional sentido "interno" que nos permite ter acesso a um reino que está além do mundo que vemos ao nosso redor - uma realidade divina transcendente que chamamos de sobrenatural. A religião é um conjunto de práticas destinadas a se comunicar com o sobrenatural e aplicar os conhecimentos adquiridos, assim, às necessidades humanas.

 
A hipótese de trabalho da ciência é que os dados empíricos são a nossa única fonte confiável de conhecimento sobre o mundo. Sem dúvida a ciência tem seus limites. Mas isso não quer dizer que a religião ou qualquer outro sistema de pensamento alternativa proporciona automaticamente qualquer visão sobre o que está além desses limites.

 
A comunidade científica em geral acredita que a ciência não tem nada a dizer sobre o sobrenatural. No entanto, se realmente possuímos esse sexto sentido que nos diz sobre uma realidade não observável importante para nós e influencia nossas vidas, então devemos ser capazes de observar os efeitos dessa realidade. Até o momento, não vemos evidências a favor e não temos razão para confiar neste sexto sentido sentido do sobrenatural.

Continua...

segunda-feira, 20 de junho de 2011

Deuses e mais deuses...

Sou um fã, ou melhor, fanático por Marisa Monte. Uma das muitas músicas dela que gosto chama-se “Life gods”, parceria com Gilberto Gil. Sempre me pareceu que a musica era cantada numa língua africana, ate que ontem decidi “googlar” e surpreendi-me.  Afinal as palavras cantadas não são mais do que a palavra deus em 77 línguas e/ou diferentes deuses das varias mitologias. Vejam a quantidade de deuses que povoam o imaginário humano. Acho que vale a pena ver o vídeo abaixo,
 Tradução livre: blasfêmia, ganhar um bilhete para o inferno nunca tinha sido tão divertido...

sábado, 18 de junho de 2011

Seus fi**o da p**a

Logo que vi o título, Tribunal condena cao a morte por ser advogado reencarnado antes de ler a notícia, fiquei com náuseas. A superstição e seus derivados são a pior doença que castiga o ser humano nos dias de hoje, alias desde sempre. Vejam onde os levou o fanatismo? Ao invés de apedrejarem o cão, deviam apedrejar a vocês mesmos, seus medíocres. Já perderam a noção do ridículo, sobra o radicalismo oco, fanatismo serôdio e ignorância repugnante. MORRAM SEUS NOJENTOS.

quinta-feira, 16 de junho de 2011

Porquê debater com as Testemunhas de Jeová é inútil?

Devo admitir um certo grau de ingenuidade quando tive meu primeiro debate com duas testemunhas de Jeová, há alguns meses atras. 'Ingênuo', porque quando me perguntaram: "Você acredita em Deus?" Eu deveria ter trancado a porta e ignorá-los como qualquer pessoa sensata teria feito.
Em vez disso, eu fiquei na expectativa de ter um debate interessante sobre a existência de Deus. Lembro-me de a minha resposta: "Não" disse eu, enquanto pensava no que diria a seguir. "Na verdade eu sou um ateu convicto. Eu leio muitos livros e artigos de Richard Dawkins, Sam Harris, Dan Dennett e ... "Eu olhei e vi as expressões faciais indiferentes. Claramente, eles nunca tinham ouvido falar.


Honestamente, levou me quatro discussões bastante longas e 3 livros para perceber plenamente que estava a perder meu tempo com eles. Não importa quão lógicos meus argumentos eram e o monte de evidencia cientifica que eu apresentava, eles não estavam abertos a qualquer sugestão de que a Bíblia pode estar errada. Mas porquê estariam? A sua intenção é anunciar a Boa Nova, como eles chamam, a fim de converter pessoas a uma crença em Deus para salvá-los da destruição iminente que espera os incrédulos depois do Armageddon. É seguro afirmar que esses pontos de vista não são o resultado de uma avaliação das provas existentes para tais alegações.

A última conversa que tive com eles foi provavelmente a mais absurda. Era sobre a história da Arca de Noé, que eles acreditavam que era absolutamente verdadeira. Eu tentei apontar a improbabilidade extrema (!) que um homem de 600 anos construiu uma embarcação contendo vários milhões de espécies animais, a fim de salvá-los de uma inundação futura que iria cobrir os topos de todas as montanha da Terra. (E isso sem falar que tal pessoa viveu até os 900 anos de idade ... e que muitos dos animais são predadores naturais ... e que os animais de continentes desconhecidos a Noé teriam que nadar oceanos e caminhar continentes para chegar a Arca).
Nada fez qualquer diferença para a sua crença na verdade literal da Bíblia. Devo admitir que fiquei surpreendido ao encontrar-me a discutir a veracidade de tais histórias com adultos.


Em retrospectiva, agora percebo que perdi completamente meu tempo. Eu saí da minha rotina para ler os livros deles e debater, porque eu realmente queria ter uma idéia mais clara dos seus pontos de vista. Claro, eu não penso que eu iria me converter em crente, mas pelo menos eu queria entender mais sobre as crenças das pessoas que eu estava debatendo com.
Será que eles tentaram fazer o mesmo? Não. Em nenhum momento eles mostraram qualquer interesse genuíno na literatura que citei ou os tópicos que levantei - muitos dos quais tiveram um impacto directo sobre a validade de suas crenças.

A próxima vez que eles vierem, eu estarei muito ocupado a ler um livro ou ver TV e não poderei abrir a porta.

segunda-feira, 13 de junho de 2011

O Caso de Francis Collins



Francis Collins é uma daquelas raras pessoas que é excepcionalmente brilhante e excepcionalmente estúpida em iguais medidas. Não só ele é um geneticista altamente respeitado - mais conhecido por suas descobertas de genes responsáveis por doenças e por ter dirigido o Projecto Genoma Humano - mas ele também é um cristão evangélico.

Mas suas excentricidades não param por aí. Ele também é um adversário ferrenho do criacionismo. Ele acha que o teísmo e evolução são compatíveis. E que tanto "a fé e como a ciência podem levar-nos a verdade sobre Deus e a criação".

Para mim, ele quer manter uma visão do mundo que acomoda tanto seu currículo científico e suas crenças religiosas, e depois fingir que não existe conflito.

Basta ler alguns dos comentários feitos por ele em um debate com Richard Dawkins na revista Time, em 2006. A ginástica intelectual que ele tem de fazer para sustentar esses pontos de vista conflituantes é de tirar o fôlego.

Collins sobre quando e como Deus começou a evolução:
COLLINS: "Por estar fora da natureza, Deus também está fora do espaço e do tempo. Assim, no momento da criação do universo, Deus também poderia ter activado a evolução, com pleno conhecimento de como ela ia suceder, talvez até incluindo esta nossa conversa. A idéia de que ele poderia prever o futuro e também dar-nos espírito e vontade de realizar nossos próprios desejos torna-se totalmente aceitável. "

 
"Perfeitamente aceitável"? Isso não faz sentido. Se Deus já havia determinado o futuro, no momento da criação, então, por definição, todos nós estamos vivendo vidas predeterminadas, com resultados inevitáveis. Sob essa teoria, a vontade própria ou livre arbítrio do ser humano seria simplesmente uma ilusão.

Uma outra questao seria porquê Deus, na sua infinita sabedoria, poder e amor, iria escolher um processo tão lento e destrutivo como a evolução para trazer a vida. Teríamos de supor que Deus sentou-se com os braços cruzados por cerca de 10 bilhões de anos antes que a vida finalmente começasse e depois esperou por mais 4000000000 anos até que os seres humanos começassem a evoluir.

Collins parece desconcertantemente perturbado por essas questões.

Collins sobre a falta de provas da existência de Deus na evolução:
COLLINS: …não acho que seja o propósito de Deus mostrar a sua intenção absolutamente óbvia para nós. Se lhe convier ser uma divindade que devemos procurar, sem ser forçados, não teria sido sensato para ele usar o mecanismo de evolução, sem indicações óbvias para revelar seu papel na criação?

Muito conveniente. Assim, a falta de provas da existência de Deus é apenas uma parte de seu plano. Se este argumento for levado à sua conclusão lógica, teríamos de argumentar que uma completa ausência de provas para Deus é simplesmente a prova de que ele é muito mais inteligente em esconder a sua existência do que pensávamos.

 
Collins responde à pergunta: "Se Deus criou o mundo, quem criou Deus?"
COLLINS: Meu Deus, não é improvável para mim. Ele não tem necessidade de uma história da criação para si próprio.

Isso é simplesmente muito fácil não é? Certamente Collins ainda não pode fingir que esta é uma resposta adequada de como um Deus infinitamente inteligente e poderoso poderia ter existido no início da criação. Porquê crentes como Collins não sao honestos e admitem que não sabem? O que é tão assustadora quanto a dizer "não sei"? Cientistas fazem isso o tempo todo.
A diferença entre cientistas e religiosos, porém, é que os cientistas usam as lacunas em nosso conhecimento como base para futuras pesquisas. Os religiosos não. Ao invés de tentar aumentar a nossa compreensao, preferem permanecer no conforto da sua certeza infantilmente equivocada e preencher um mistério com outro, afirmando: "Deus fez isso. Mistério resolvido ".

As respostas de Collins mostram todos os sinais de alguém que tenta - e falha espectacularmente - encontrar uma maneira de conectar seu conhecimento científico com suas crenças religiosas. Ele pode ser um cientista brilhante, mas dizer que ele está equivocado seria dar-lhe crédito em demasia.

domingo, 5 de junho de 2011

O inimaginável

Preconceito é uma coisa muito má, mas tristemente assistimos impotentes ao emburrecimento da nossa espécie. O video abaixo é um embaraço, um insulto aos milhares de anos de esforços neurónicos para o progresso conjunto do Homo sapiens. É preciso criminalizar esses absurdos.
Um pastor mata o diabo com "tiro", de uma pistola e bala invisíveis…veja:

quinta-feira, 2 de junho de 2011

Ateu militante



De acordo com o uso comum do termo ateismo militante, eu sou um "ateu militante". Aqui está o porquê:

• Falo publicamente sobre a minha visão crítica da religião e crença espiritual.

• Mantenho um blog ateu.

• Participo em discussões teístas e debato sobre Teologia.

• Apoio veementemente a separação entre igreja e estado.

• Gosto de ciência.

• Uso o sarcasmo e zombaria para ilustrar o quão certas coisas são ridículas.

• A coisa mais violenta que fiz em nome da minha descrença é alegremente lançar uma Bíblia para o lixo.

Porquê eu deveria ficar quieto, simplesmente porque me falta fé em criaturas mitológicas? Porquê as pessoas religiosas podem expressar em alto e bom som os pontos de vista evangelístico e nós não podemos expressar os nossos pensamentos?

A palavra "militante" não deve ser atribuída a alguém como eu, que na pior das hipóteses expressa suas opiniões em voz alta e ridiculariza o irracional.

Um militante cristão rebenta com clínicas de aborto, um militante muçulmano sequestra aviões, um ateu militante argumenta com as pessoas.

sábado, 28 de maio de 2011

Ateísta por um dia


Desde a 2000 anos que previsões para o dia do arrebatamento tem sido anunciadas todos os anos. A mais recente e publicitada foi a previsão feita por Harold Camping, que previu o arrebatamento para 21 de Maio de 2011. Para muitos ateístas, esta previsão não causou o mínimo de mal-estar. Sabíamos que não seria nenhum dia de medo nem arrependimento. Pelo contrário, seria um dia leve e de muitos risos. E foi exactamente isso que aconteceu. Contudo, também aconteceu algo um tanto quanto desconcertante: cristãos riram-se também! Mas espera ai Srs. cristãos, de que se riem afinal? Há cristãos que não acreditam no arrebatamento e não dão peso ao livro do apocalipse. NÃO FALO DESSES CRISTAOS. Falo dos cristãos que acreditam que Jesus Cristo regressará, que os mortos levantarão de suas tumbas, e que os verdadeiros crentes serão arrebatados. Se qualquer um de vocês riu de H. Camping, e eu vi muitos rirem, então vocês riram de vocês mesmos. Vocês foram ateístas por um dia. Estou feliz que tenham sentido a leveza que os ateístas sentem todos os dias. Nós rimos de vocês. Vocês são uma diversão. As vezes nos juntamos e compartilhamos as coisas engraçadas que vocês escrevem e dizem, e rimos, mas rimos muito. Do modo que vocês viram H. Camping no dia 21 de Maio, é do mesmo jeito que nós vemos vocês todos os dias.

quinta-feira, 26 de maio de 2011

terça-feira, 24 de maio de 2011

A tatuagem nas "bolas" de Jesus

Bem, não tenho certeza sobre isto. Jesus poderia ate não ter nada escrito em seus testículos, mas ele tem algo escrito na coxa, se levarmos em conta o que esta escrito no livro do Apocalipse.
No manto, sobre a sua coxa tem escrito o nome: Rei dos reis e Senhor dos senhores”. Apocalipse 19:16
A visão seria:


Mas uma vez que "coxa " é um eufemismo bíblico para testículo, pode ser que Jesus tenha "Rei dos reis e Senhor dos senhores" tatuado em seus testículos (ou, mais provavelmente, no escroto).

Isso não seria fixe?
Aposto que ele tem "Rei dos Reis ", de um lado, e "Senhor dos senhores", no outro.

E vi o céu aberto, e eis um cavalo branco; e o que estava montado nele chama-se Fiel e Verdadeiro; e julga a peleja com justiça.
Os seus olhos eram como chama de fogo; sobre a sua cabeça havia muitos diademas; e tinha um nome escrito, que ninguém sabia senão ele mesmo.
Estava vestido de um manto salpicado de sangue; e o nome pelo qual se chama é o Verbo de Deus.
Da sua boca saía uma espada afiada, para ferir com ela as nações; ele as regerá com vara de ferro; e ele mesmo é o que pisa o lagar do vinho do furor da ira do Deus Todo-Poderoso”. Apocalipse 19:11-13 15

domingo, 22 de maio de 2011

“Cenáculo da fé”


Já faz algumas semanas que foi inaugurado o”cenáculo da fé” da IURD em Maputo. Sim, é uma obra arquitectonamente majestosa, que recorda tudo menos uma igreja, como podem ver na foto. Isto é que eu chamo de investimento. Deve ter caixa automático (ATM) e tudo. A missa inaugural foi celebrada pelo bispo Edir Macedo, vindo directamente do Brasil. Mas porque deus anda distraído ou não se importa, duas pessoas morreram asfixiadas: a lotação do sagrado local não foi respeitada e ao invés dos três mil recomendados, estavam 10 mil pessoas no interior (sem falar dos 60 mil fora do edifício, atrapalhando o transito de viaturas). Bom, talvez sejam sacrifícios humanos, vai saber??

quinta-feira, 28 de abril de 2011

Textos ateus (1)

" Se há um Deus que condenará seus filhos para sempre, eu prefiro ir para o inferno do que ir para o céu e manter a sociedade como um tirano infame. Eu faço a minha escolha agora. Detesto essa doutrina. Ela cobriu o rosto deste mundo de lágrimas. Ela poluiu os corações das crianças, e envenenou a imaginação dos homens. Que direito tem o senhor, o senhor padre, você, ministro do evangelho para estar nos portais do túmulo, no vestíbulo da eternidade, e preencher o futuro com terror e medo? Eu não acredito nessa doutrina, nem você. Se você acreditasse, não conseguiria dormir um instante que fosse. Qualquer homem que acredite em tal doutrina, e teha dentro no peito um coração decente, latejante, vai enlouquecer. Um homem que acredita nela e não fique louco, tem o coração de uma serpente e a consciência de uma hiena."
Ingersoll, Robert Green*, "The Liberty Of All" (1877)

*Robert G. Ingersoll (Condado de Yates, 11 de agosto de 1833 — Dobbs Ferry, 21 de julho de 1899) foi um livre pensador norte-americano do século XIX, um orador e líder político norte-americano, notável por sua cultura e defesa do agnosticismo.

terça-feira, 26 de abril de 2011

Qual o mais violento, a Bíblia ou o Corão?



Qual é o mais violento, a bíblia ou o Corão? Será possível responder objectivamente a esta pergunta?

Bom, não é fácil. Mas é possível comparar a quantidade de crueldade e violência nos dois livros. Aqui está um resumo dos versos em evidência na SAB (Skeptic Annotated Bible) e SAQ (Skeptic Annotated Quran):

Livro           Número de passagens
                     violentas ou cruéis

Bíblia                            1214

Corão                            527


A bíblia tem o dobro de passagens cruéis ou violentas que o Corão. Mas a bíblia é muito maior. Então, como fica se levarmos em conta o tamanho dos dois livros?



Livro       Violência e    Versos       Percentagem
                 crueldade      totais             
                                                                                                      
Bíblia       1214              31173                 3.89
  
Corão      527                  6236                 8.45

Se levarmos em conta a percentagem de versos cruéis ou violentos (indicados na SAB/Q), o Corão tem mais do dobro da violência da bíblia (8.45 vs. 3.89%).

Claro que esta analise não tem em conta a intensidade da crueldade nos versos. Isso é interessante, por exemplo, em Números 31:14-18 ou Quran 5:34, qual o mais cruel?? Isso é algo que pode variar de pessoa em pessoa.

Muitos argumentos poderiam ser usados para defender qual o livro mais violento e cruel alguma vez escrito pela humanidade. O prêmio iria com certeza para um destes dois, a bíblia ou Corão, pois nenhum deles tem concorrentes próximos. É assustador pensar que mais da metade da população mundial acredita em um ou outro.

terça-feira, 29 de março de 2011

Porque deus não existe (9)


Motivo número 9- Veja quantos deuses você rejeita

Milhares de religiões são praticadas no mundo hoje em dia. Abaixo estão algumas das mais populares, com os respectivos números aproximados de seguidores:

1. Cristianismo: 2.1 biliões

2. Islão: 1.3 biliões

3. Hinduísmo: 900 milhões

4. Religioes chinesas: 394 milhoes

5. Budhismo: 376 milhões

6. Tradicional Africana & Diasporica: 100 milhões

7. Skihismo: 23 milhões

8. Juche: 19 milhões

9. Espiritismo: 15 milhões

10. Judaísmo: 14 milhões

11. Fé Baha'i: 7 milhões

12. Jainismo: 4.2 milhões

13. Xintoísmo: 4 milhões

14. Cao Dai: 4 milhões

15. Zoroastrianismo: 2.6 milhões

16. Tenrikyo: 2 milhões

17. Neo-Paganismo: 1 milhões

18. Universalismo-Unitario: 800 mil

19. Rastafarianismo: 600 mil

20. Cientologia: 500 mil

Se você acredita no deus cristão, então você rejeita Allah, Vishnu, Budda, Waheguru e todos outros deuses que outras pessoas adoram. É provável que tu os rejeites sem sequer nunca ter prestado atenção as respectivas religiões ou ter lido seus livros sagrados. Tu simplesmente absorveste a religião dominante na tua família ou sociedade em que cresceste.
Do mesmo modo, os seguidores dessas outras religiões rejeitam o teu deus. Tu achas que o deus deles é imaginário e eles pensam que o teu deus também é imaginário.
Em outras palavras, cada pessoa religiosa na terra hoje, arbitrariamente rejeita milhares de deuses, considerando-os imaginários, apesar de nunca ter ouvido falar.
A frase abaixo, de Stephen F. Roberts, resume muito bem esta situação:
Afirmo que ambos somos ateus. Apenas acredito num deus a menos que você. Quando você entender por que rejeita todos os outros deuses possíveis, entenderá por que rejeito o seu.”
Uma pessoa racional rejeita igualmente todos os deuses, porque todos são igualmente imaginários. Como nós sabemos que eles são imaginários? Imagine que um deles é real, então os seus seguidores estariam experimentando benefícios reais, inegáveis e óbvios para toda a gente não é? Os seguidores deste “deus verdadeiro” rezariam e suas preces seriam prontamente respondidas. Teriam vida mais longa, menos doenças, mais dinheiro, e.t.c quando comparados com os seguidores de “deuses falsos”. Haveriam milhares de marcadores estatísticos em volta dos seguidores do deus verdadeiro. Todos notariam os benefícios da religião e do “deus verdadeiro” de tal modo que com o passar do tempo todos seguiriam só e apenas uma religião, sob o “deus verdadeiro”.

Quando olhamos para o mundo hoje, não é isso que vemos. 2 bilhões de cristãos, mais de 1 bilhão de muçulmanos, mas ambas alegam que são exclusivas. Existem milhares de outras religiões. Quando você analisa qualquer uma delas, todas mostram uma enorme similaridade---zero evidência de que qualquer um destes deuses exista. Assim sabemos que são todos imaginários.

O que dizem os cristãos?

Você frequentemente ouve crentes dizendo:
Suponha que você esta certo e que deus não existe. Quando eu morrer, não terei perdido nada. Apenas morrerei como um homem que dedicou a sua vida ao amor e valores morais. Mas se você, como não-crente, esta errado e eu certo, terá que passar a eternidade no inferno. Viu, eu não tenho nada a perder, mas você tem tudo a perder

O problema com esta racionalização é que existem milhares de deuses imaginados pelo homem. Uma pessoa que acredite em Allah pode usar a frase acima, assim como a pessoa que acredita em deus (cristão), e pode também a pessoa que acredita em vishnu.

O facto é que religião é uma forma de delírio. Acreditando num deus imaginário, você “não perde nada”. O que você faz é comprometer a sua vida ao delírio, ao invés da realidade. Os não-crentes têm uma vida moral e amorosa sem ter que entregar-se ao mesmo delírio.

sexta-feira, 25 de março de 2011

Top dez abominações para Deus
Quando o assunto das abominações vem a tona, a maioria das pessoas pensa na homossexualidade, porque essa é uma das poucas coisas que Deus não mudou de ideia.
Aqui estão dez coisas que são (ou eram) abominações para o Deus da bíblia pré-cristã

1. As lagostas, camarões, mariscos, polvos e lulas
“Tudo o que não tem barbatanas nem escamas, nas águas, será para vós abominável”.
Levítico 11:12
2. Seres de quatro patas
“Todo o insecto que voa, que anda sobre quatro pés, será para vós uma abominação”.
Levítico 11:20
3. Voadores de quatro patas, os répteis
“Mas todos os outros insectos que voam, que têm quatro pés, serão para vós uma abominação”
Levítico 11:23 4. O que quer que rasteje sobre o ventre, use os quatro, ou tem muitas pernas “Tudo o que anda sobre o ventre, e tudo o que anda sobre quatro pés, ou que tem muitos pés, entre todo o réptil que se arrasta sobre a terra ... são uma abominação”.
 Levítico 11:42 5. Sacrificar uma ovelha ou cabra com defeito ou malformação
“Ao Senhor teu Deus não sacrificarás boi ou ovelha em que haja defeito ou qualquer deformidade; pois isso é abominação ao senhor teu Deus”.
Deuteronômio 17:01
6. As mulheres que usam roupas masculinas
“Não haverá traje de homem na mulher, e não vestirá o homem vestido de mulher, porque qualquer que faz isto é abominação ao Senhor teu Deus”.
Deuteronômio 22:5
7. O aluguel de uma prostituta ou o preço de um cão
“Não trarás o salário de uma prostituta, ou o preço de um cão, na casa do SENHOR teu Deus por qualquer voto, porque ambos estes são abominação ao SENHOR teu Deus”.
Deuteronômio 23:18 8. Pegando de volta uma ex-mulher depois que ela foi “contaminada”
“Quando um homem tomar uma mulher e se casar com ela, se ela não achar graça aos seus olhos, por haver ele encontrado nela coisa vergonhosa, far-lhe-á uma carta de divórcio e lha dará na mão, e a despedirá de sua casa.

Se ela, pois, saindo da casa dele, for e se casar com outro homem,

e este também a desprezar e, fazendo-lhe carta de divórcio, lha der na mão, e a despedir de sua casa; ou se este último homem, que a tomou para si por mulher, vier a morrer;

então seu primeiro marido que a despedira, não poderá tornar a tomá-la por mulher, depois que foi contaminada; pois isso é abominação perante o Senhor. Não farás pecar a terra que o Senhor teu Deus te dá por herança”.
Deuteronômio 24:1-4 9. O trabalho de um artesão
“Maldito o homem que fizer imagem esculpida, ou fundida, abominação ao SENHOR, obra das mãos do artesão”.
Deuteronômio 27:15
10. O que quer que as pessoas valorizem mais
(Como por exemplo a bondade, sabedoria, verdade, coragem, honestidade, amor, compaixão, beleza?)

“Aquilo que é elevado entre homens é abominação aos olhos de Deus”.
Lucas 16:15

segunda-feira, 21 de março de 2011

Porque deus não existe (8)

Motivo 8 –Conte o número de pessoas que deus quer assassinar
Experimente ler a bíblia para ter uma ideia do espantoso número de pessoas que deus quer que seus seguidores assassinem. Por exemplo, no Êxodo 35:2:
Seis dias se trabalhará, mas o sétimo dia vos será santo, sábado de descanso solene ao Senhor; todo aquele que nele fizer qualquer trabalho será morto”.

Pense em quantos condenados trabalham aos sábados. Quantos? Hospitais, bombeiros, KFC, estacão de combustível, policia, linhas aéreas, farmácias, supermercados, e.t.c. Pastores, padres e rabinos não trabalham também aos sábados?
Deus quer todo mundo morto. Todinho.
De uma olhadinha em Deuterónimos 21:18-21
Se alguém tiver um filho contumaz e rebelde, que não obedeça à voz de seu pai e à voz de sua mãe, e que, embora o castiguem, não lhes dê ouvidos,
seu pai e sua mãe, pegando nele, o levarão aos anciãos da sua cidade, e à porta do seu lugar; e dirão aos anciãos da cidade: Este nosso filho é contumaz e rebelde; não dá ouvidos à nossa voz; é comilão e beberrão. Então todos os homens da sua cidade o apedrejarão, até que morra; assim exterminarás o mal do meio de ti; e todo o Israel, ouvindo isso, temerá
Isso significa que muito adolescente precisa ser morto.

Depois em Leviticos 20:13
Se um homem se deitar com outro homem, como se fosse com mulher, ambos terão praticado abominação; certamente serão mortos; o seu sangue será sobre eles”.

Morte aos homossexuais. Que tal esta:

O homem que adulterar com a mulher de outro, sim, aquele que adulterar com a mulher do seu próximo, certamente será morto, tanto o adúltero, como a adúltera”.

Muita gente morrerá certamente.

Em outras palavras, se as pessoas seguissem as ordens de deus, teríamos que matar metade de toda a população mundial. Existem duas coisas que mostram o quão deus é imaginário: primeiro, é a completa estupidez dos versos acima. Segundo, veja: deus é todo-poderoso, ele pode matar toda essa gente com suas “próprias mãos”. Não há necessidade de serem pessoas a executar essa “tarefa”. Qual a justificação para isso? Resposta: porque deus é imaginário.

Note que os crentes ignoram completamente estas partes da bíblia. Isto porque elas sabem o quão loucos são estes versos. Assumindo que seu deus é insano, eles provam que deus é imaginário.

quinta-feira, 17 de março de 2011

A bíblia profetizou sobre o terramoto e tsunami no Japão

Encontrei por ai na Web o sermão de um evangelista de alguma igreja americana, falando sobre as sempre flexíveis, fiáveis e precisas profecias bíblicas, nesta caso sobre o tsunami que ocorreu no Japão. A figura é o Reverendo Steve Peter H S Kok.
Texto em vermelho é meu.

“Saudações em Jesus Cristo de Nazaré”

Aqui está a notícia on-line sobre o Tsunami que ocorreu no Japão no dia 11 Março, 2011, "O terramoto na costa nordeste do Japão foi a maior em 140 anos e provocou ondas gigantes de até 10 metros (30 pés) que varreram terras, casas, culturas alimentares, veículos e provocando incêndios "- Reuters.

O recente terramoto de magnitude 8.9 no Japão gerou um tsunami de 15 pés, que atingiu a costa”-Jornal Digital.

No domingo de manhã, a minha leitura levou-me ao livro de Zacarias 5 versículos 2-4”:

Perguntou-me o anjo: “Que vês”? Eu respondi: “Vejo um rolo voante, que tem vinte côvados de comprido e dez côvados de largo”.
Então disse-me ele: “Esta é a maldição que sairá pela face de toda a terra: porque daqui, conforme a maldição, será desarraigado todo o que furtar; assim como daqui será desarraigado conforme a maldição todo o que jurar falsamente”.
Mandá-la-ei, diz o Senhor dos exércitos, e a farei entrar na casa do ladrão, e na casa do que jurar falsamente pelo meu nome; e permanecerá no meio da sua casa, e a consumirá juntamente com a sua madeira e com as suas pedras”.

Então eu procurei em Deus uma interpretação da visão de Zacarias. O seguinte foi revelado a mim:

Primeiro, o rolo voante é como a abertura de um rolo de papiro ou papel e assim as ondas do tsunami ou uma tempestade vem como um rolo voante.

Em segundo lugar, Zacarias disse que a medida do rolo voante é de 30 pés de comprimento e 15 pés de largura. Isso descreve bem de perto a Março 2011 Tsunami do Japão. Recorde-se das ondas de 30 e 15 pés de comprimento e largura das ondas do tsunami. E eu pergunto, como discutir com esse tipo de lógica?




Terceiro, a "maldição" se refere às ondas do mar (tsunami) que “varreram” tudo.

Que tipo de argumentos são estes? esta profecia pode explicar 1001 coisas.

Irmãos e irmãs em Cristo, estamos realmente vivendo perigosamente perto do dia Julgamento final. A ira de Deus e os avisos estão claramente profetizados na Bíblia. Cabe inteiramente a nós ver e interpretar a realidade e o que está acontecendo ao nosso redor. Ignorar e rejeitar estes avisos, nós apenas nos enganamos! A vida na Terra é curta. A eternidade nos espera. Mas estamos prontos e preparados para aceitar Jesus como nosso único Salvador? Será que nós realmente temos seguido ou obedecido a Vontade de Deus e seus mandamentos?

Lembro-me vividamente a seguinte história que um amigo compartilhou comigo. Um homem rico sabia que iria morrer em breve. Ele disse a seu filho: "Por favor enterrar todo o meu dinheiro comigo." O filho balançou a cabeça concordando. Quando chegou a hora de enterrar, o filho disse: "Eu não sou tão estúpido para colocar todo o dinheiro na sepultura, porque ele não pode usá-lo." Em vez disso, ele passou cheques como substitutos. 

No livro de Mateus 6 versículos 19-20 somos lembrados:

" Não ajunteis para vós tesouros na terra; onde a traça e a ferrugem os consomem, e onde os ladrões minam e roubam; mas ajuntai para vós tesouros no céu, onde nem a traça nem a ferrugem os consumem, e onde os ladrões não minam nem roubam”.

Outra profecia bíblica também merece nossa atenção. O livro de Apocalipse 6 versículos 12-14 diz:

E vi quando o cordeiro abriu o sexto selo, e houve um grande terramoto; e o sol tornou-se negro como saco de cilício, e a lua toda tornou-se como sangue; e as estrelas do céu caíram sobre a terra, como quando a figueira, sacudida por um vento forte, deixa cair os seus figos verdes.E o céu recolheu-se como um pergaminho; e todos os montes e ilhas foram removidos dos seus lugares”.

Verificando as estatísticas dos terremotos na http://earthquake.usgs.gov site, você encontrará que os terramotos estão acontecendo a cada segundo. De acordo com as últimas notícias, ilha de Honshu moveu-se 8 pés ou 2,4 metros e não sabemos sobre outros lugares. Talvez você pode começar a verificar a medição entre a porta de casa e o portão da frente para ver se a distância está mudando! Credo, bando de desocupados!

Eu acredito que a profecia do sexto selo no rolo de papel já está em curso e em breve vamos enfrentar o sétimo selo.

Aqueles que lavam as suas vestes são aqueles que procuram purificar-se de uma vida pecadora. Eles se esforçam diariamente para permanecer fies e prontos para o regresso de Cristo. É difícil imaginar como o sangue poderia fazer tornar qualquer pano branco, mas o sangue de Jesus Cristo de Nazaré é o grande purificador do mundo, pois remove a mancha do pecado. Branco simboliza a perfeição sem pecado ou santidade, que pode ser dado apenas às pessoas pela morte do cordeiro imaculado de Deus em nosso favor. A Palavra de Deus nos assegura que, se formos dóceis e obedientes, Cristo vai perdoar e remover nossas manchas mais indeléveis. Amém!

A última palavra será de Deus, sua soberania definitiva será revelada no final. Nós não podemos prever quando esse fim virá, mas podemos ter confiança no seu controle sobre os acontecimentos do mundo. Não me parece. A história do mundo, assim como a nossa própria peregrinação está nas mãos de Deus. Nós podemos estar seguros do seu amor e confiar nele para guiar as nossas decisões.

Nós só queremos compartilhar nossas apreensões uma vez que a dura realidade nos atinge forte.

Então, irmãos e irmãs em Cristo, foram avisados. O fim dos tempos está próximo. Estejam preparados

Bênção
Rev. Peter H Steve S Kok